Coronavírus em cães

10 de Março de 2020
Assim como outros animais, os cães também podem ser afetados. Mas os subtipos que podem afetar os cães variam conforme a espécie, por isso, não é possível que um ser humano seja infectado caso seu pet apresente a coronavirose, além de não serem os mesmos responsáveis pelo COVID-19 em humanos.

Nos cães já foram encontradas duas espécies de coronavírus: o entérico canino (CCoV) e o respiratório canino (CRCoV). O diagnóstico do vírus ainda não é tão comum, já que os animais infectados apresentavam um bom quadro de saúde, apenas com sinais brandos e tratáveis de diarreia para o CCoV, e tosses ou espirros com secreção no caso do CRCoV. Nos filhotes e pets mais idosos, que possuem imunossupressão, é preciso um cuidado maior.

Em casos de existência de outras infecções associadas, é preciso redobrar os cuidados. A doeça é evitada com vacinação anual. Converse com seu veterinário e informe-se.
Todo ser vivo merece carinho e atenção.